A classificação / pontuação de contratos é uma maneira eficaz de analisar contratos para seus riscos em questões comerciais e contratuais. Mas como você pode fazer isso?

A AfiTaC desenvolveu uma ferramenta gratuita acessível a todos, TRaCRs, para obter rapidamente uma análise objetiva dos riscos comerciais e contratuais. Ao responder as 20 perguntas sobre todos os assuntos contratuais e comerciais, você obtém uma pontuação geral para o contrato em questão. Você também terá identificado áreas de risco específicas em seu projeto.

Nos artigos anteriores, explicamos o que é a pontuação dos contratos e como o TRaCRs funciona. Recomendamos que você leia os seguintes artigos:

  • A IACCM está promovendo ferramentas para avaliar o risco de sua carteira de contratos
  • Gerencie seus riscos como uma grande empresa

TRaCRs avaliará seu contrato em 20 assuntos diferentes, de 0 (risco muito baixo) a 5 (risco muito alto). Uma pontuação abaixo de 30 significa que o contrato é de baixo risco. Entre 30 e 50, encontramos projetos com risco contratual moderado. Acima de 50, podemos falar de projetos de alto risco que devem ser monitorados.

Agora, estou curioso para ver isto aplicado a um contrato típico do Banco Mundial para “PLANT” (clique aqui para acessar o contrato de referência no site do Banco Mundial). Sou um grande fã desses contratos do BM! Eles conseguem um bom equilíbrio entre os direitos e as obrigações dos empregadores e empreiteiros.

Aqui estão os resultados:

  • Você pode acessar o relatório TRaCRs aqui: relatório TRaCRs para o projeto World Bank PLANT (este relatório está em inglês mas você poderá utilizar a versão portuguesa)
  • A pontuação do contrato é de 25. Sem surpresa, este é um contrato de baixo risco. Com esses riscos limitados, recomendamos que você prevê somente 2,5% do montante total do contrato como provisão para contingências gerais. A regra de ouro é provisionar 1% do preço do contrato para cada 10 pontos.
  • A pior pontuação para uma pergunta individual é 4. Isso é para a questão relacionada aos termos de pagamento. De fato, as condições de pagamento “adiantamento de 10%, 80% pagos no momento do embarque e 10% na aceitação” resultam em fluxos de caixa substancialmente negativos em projetos onde os suprimentos não estão disponíveis no mercado. mas sim projetados e fabricados para o projeto específico.
  • Uma resposta tem nota 3: O Empreiteiro pode ser obrigado a implementar mudanças no contrato sem acordo prévio até um valor total de 15% do montante do contrato (para todas as mudanças juntas). É uma situação complicada para o Empreiteiro quando há muita discordância sobre o ajuste de preço ou a extensão do prazo.

Esse relatório permitirá que você prossiga para uma reunião do conselho de riscos para obter luz verde e enviar sua oferta. Além disso, o portfólio de contratos em andamento pode ser analisado para identificar áreas de risco e gerenciar riscos com antecipação.

Agora você pode tentar TRaCRs em seu contrato específico. Não hesite em compartilhar seus pensamentos sobre os resultados.

Você pode entrar em contato com a AfiTaC se desejar adaptar o TRaCRs às necessidades da sua empresa.


Jan Bouckaert

Jan Bouckaert é um Árbitro Certificado pela FIDIC (Lista do Presidente) com 25 anos de experiência mundial na negociação de projetos complexos de construção, energia renovável, energia e infra-estrutura. Também é especializado em gerenciamento de contratos, controle de projetos e resolução alternativa de disputas. Durante a carreira de Jan, ele viveu na França, Bélgica, Egito, Índia e Portugal e trabalhou para a GE Renewable Energy, Alstom Hydro, Besix/Six Construct. É Engenheiro Civil pela Universidade de Leuven (Bélgica) e tem um MBA do ISEG (Portugal). Fala fluentemente inglês, francês, português e holandês. Jan é o fundador da AfiTaC, uma empresa que presta consultoria em licitações e contratos internacionais. Seja bem-vindo a estabelecer conexão no LinkedIn : https://www.linkedin.com/in/afitac/

1 comentário

JFJ · 18 Abril 2018 às 19 h 43 min

Para beneficiar mais pessoas dos resultados da classificação de risco contratual com TRaCRs, modificamos a versão. Agora você não precisa mais fornecer seu endereço de e-mail.
Nós sempre incentivamos você a fornecê-lo para receber o relatório por e-mail. Seu endereço de e-mail permanecerá estritamente confidencial.

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *