Dê um contrato a qualquer pessoa para ler e veja o que eles comentam depois …

A maioria de nós achará isso um exercício monotono, sem saber o que procurar. Cerca da metade de nós considerara que as condições do contrato sao cabiveis e a outra metade absolutamente inaceitável. Essa disparidade é sobretudo dependente da personalidade do leitor e não das condições reais do contrato (otimista versus pessimista, confiante ou hesitante). A menos que você seja um especialista em contratos com uma sólida experiência e capacidade para comparar, mentalmente, aos contratos de referência, você terá dificuldade em dar uma opinião sólida e identificar as áreas de risco apos uma primeira leitura.

As grandes empresas têm uma equipe diversificada para analisar os contratos. O gerente comercial analisará o quadro geral e será apoiado pelo departamento jurídico e vários especialistas (fiscal, finanças, seguros). Estes sempre estabelecem um sistema para revisão dos riscos afin de identificar, acompanhar, mitigar, valorizar (estabelecer provisões de risco) e, por último, mas não menos importante, validar os riscos que necessariamente devem ser tomados pela empresa para garantir um bom acordo.

Como uma empresa pequena ou média podera fazer? Certamente, não podera fazer um recrutamento maciço. Então ter gerentes comerciais com uma visao ampla é o objetivo, mas também um desafio. Um bom começo é que os comerciais preencham as informações do contrato no TRaCRs ©, uma ferramenta on-line que podera ser usada gratuitamente (acessível no seguinte link https://afitac.com/tracrs/). Com base em vinte perguntas, cuidadosamente escolhidas para cobrir todo o espectro, as respostas mais representativas podem ser selecionadas. Automaticamente, isso estabelecerá o nível de risco correspondente em uma escala de 0 a 5.

Por e-mail, você receberá imediatamente um relatório, listando as respostas com sua classificação. Com base neste relatório, uma boa prática é organisar um conselho de risco, incluindo os gerentes que executarão o contrato e assim capazes de avaliar o risco geral. Normalmente, você começará com as respostas de “bandeira vermelha”, com uma classificação de 5 e tentará mitigar o risco, seguindo a lista para as classificações mais baixas, que precisam de menos atenção. Você pode:

  • ainda durante a fase de oferta, considerar um desvio para o contrato.
  • procurar medidas de mitigação (por exemplo, estabeleçer um plano de ação para evitar que o risco se materialize, implementar medidas que manterão as conseqüências de um evento de risco sob controle, procurar seguros, etc.).
  • provisionar os riscos com base na sua probabilidade de ocorrência e impacto.
  • criar um consenso dentro da sua equipe na tomada de riscos, uma boa base para uma execução bem sucedida do projeto.

Se você achar que o questionário atual não combina perfeitamente com os riscos que sua empresa enfrenta, você pode escrever para advice@afitac.com e pedir uma versão mais adaptada.

Para ser uma empresa bem sucedida no longo prazo, não há dúvida de que gerenciar seus riscos é essencial.


Jan Bouckaert

Jan Bouckaert é um Árbitro Certificado pela FIDIC (Lista do Presidente) com 25 anos de experiência mundial na negociação de projetos complexos de construção, energia renovável, energia e infra-estrutura. Também é especializado em gerenciamento de contratos, controle de projetos e resolução alternativa de disputas. Durante a carreira de Jan, ele viveu na França, Bélgica, Egito, Índia e Portugal e trabalhou para a GE Renewable Energy, Alstom Hydro, Besix/Six Construct. É Engenheiro Civil pela Universidade de Leuven (Bélgica) e tem um MBA do ISEG (Portugal). Fala fluentemente inglês, francês, português e holandês. Jan é o fundador da AfiTaC, uma empresa que presta consultoria em licitações e contratos internacionais, e diretor geral de Proove SAS. Seja bem-vindo a estabelecer conexão no LinkedIn : https://www.linkedin.com/in/afitac/

1 comentário

Pontuação de risco contratual: como isso pode ajudá-lo em seu processo de decisão? - AfiTaC.com · 20 Maio 2018 às 16 h 04 min

[…] Gerencie seus riscos como uma grande empresa […]

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *